Material completo para o Enem

quinta-feira, 3 de março de 2011

Oração subordinada substantiva objetiva indireta

Oração subordinada substantiva objetiva indiretaComo o objeto indireto pode ser uma oração, assim também o objeto indireto pode ser expresso por uma oração que difere da objetiva direta por ser obrigatoriamente preposicionada. Compare a equivalência:
Gostei de sua volta. – objeto indireto
Gostei de que você voltasse. – oração subordinada substantiva objetiva indireta
Gostei de você voltar. – oração subordinada substantiva objetiva indireta reduzida de infinitivo.
Para não confundir as duas orações objetivas ( direta e indireta ), observe bem o verbo da oração principal para verificar se ele é transitivo direto ou transitivo indireto. A preposição no início da oração não indica que a oração seja necessariamente objetiva indireta, ela pode ser necessária para outro termo. Por exemplo: Perguntei de quem era o texto. “Perguntei” é verbo transitivo direto e tem objeto direto, no caso, expresso por uma oração. A preposição “de” relaciona “quem” com a noção de “texto” = texto de quem.

Nenhum comentário:

Seu portal das questões para concursos


Olá, você está conectado ao melhor blog de questões de concursos públicos selecionadas da internet. Fique por dentro das dicas e macetes das provas, esteja sempre na frente com conhecimentos atualizados e conquiste sua carreira de trabalho.